Seguidores

20 de dezembro de 2012

Vigília dos jovens adoradores pré-JMJ recorda tema da primeira JMJ de Bento XVI


- Meditando o tema “Viemos Adorá-lo”(MT2,2), os jovens cariocas participaram da última Vigília dos Jovens Adoradores do ano no dia 15 de dezembro no Santuário de Adoração Perpétua, igreja de Sant’Ana, centro do Rio de Janeiro. Além de preparar os jovens para o Natal, o tema relembra a primeira Jornada Mundial da Juventude (JMJ) do pontificado do Papa Bento XVI, em 2005, na Alemanha. Esta foi a 14° edição da vigília de oração pela JMJ e contou com um momento de meditação sobre a vida de santidade do beato João Paulo II, patrono do encontro da juventude católica em 2013.

A vigília começou com a celebração da santa missa presidida pelo bispo auxiliar do Rio de Janeiro Dom Nelson Francelino. Em sua homilia, Dom Nelson chamou a atenção para a necessidade de uma boa preparação para a acolhida dos peregrinos. “Os jovens cariocas estão perdidos nas drogas e sem rumo e os jovens católicos devem dar testemunho e resgatar essa juventude”, disse.

Em entrevista ao site rio2013.com, Dom Nelson se mostrou confiante quanto à preparação da Jornada. “O tempo urge e já estamos entrando no ano tão esperado. Mas eu quero crer que tudo que podia ser feito já fizemos, agora é rezar e confiar na graça, principalmente nessa época de Natal em que precisamos ser sinal de esperança”, animou o bispo.

A voluntária internacional Paloma Llado Garcia-lomas disse que a vigília marcou o tempo de serviço à JMJ. Ela chegou da Espanha há três meses e atua no Setor de Atos Centrais do Comitê Organizador Local (COL).

“Essa é a minha primeira vigília. Eu gostei de ver tantos jovens reunidos dedicando uma noite de sexta-feira para rezar. A minha alegria no trabalho é inspirada na adoração”, revelou.

Outro voluntário internacional presente nesta edição da vigília foi o designer Filipe Teixeira, da pastoral juvenil da Diocese de Lisboa. Para ele, a vigília marcou a experiência de ser igreja. “Estou aqui há um mês e já vivi muita coisa. Hoje pude ver a riqueza da Igreja no Brasil”, contou Filipe.

A voluntária diocesana Suzane Costa está sempre presenta nas vigílias. Segundo ela, é dever da juventude evangelizar e rezar pelos outros jovens. “O que me motiva a participar é o fato de ser igreja e honrar o compromisso de levar Jesus a todos. A vigília é muito importante para esse tempo de preparação para a JMJ, ela consegue aumentar o anseio dos jovens de buscar a Deus.”, disse.

A vigília acontece todos os meses e visa à preparação espiritual dos jovens cariocas para a JMJ Rio2013.


Fonte: http://www.acidigital.com  

Nenhum comentário:

Você é o visitante n.º