Seguidores

6 de janeiro de 2010

Divulgada lista de Missionários assassinados em 2009



Dobrou o número de missionários assassinados em 2009 em relação ao ano anterior. Isso foi o que revelou a Fides, agência do Vaticano para o mundo missionário. O número exato de 2009 foi 37 agentes pastorais assassinados enquanto desempenhavam sua missão nos cinco continentes, somente esse ano.
Esse número refere-se a 30 sacerdotes, duas religiosas, dois seminaristas e três voluntários leigos. O elenco destas mortes refere-se não só aos missionários “ad gentes”, mas a todo o pessoal eclesiástico que morreu de forma violenta ou que sacrificou a sua vida consciente do risco que corria.
Somente no continente americano chegou à conclusão de que esse foi um ano extraordinário. Aqui foram assassinados 23 missionários [18 sacerdotes, dois seminaristas, uma religiosa e dois leigos]. Na África morreram nove padres, uma religiosa e um leigo. A Europa registrou a morte de um padre. Já na Ásia, foram assassinados dois padres.
Por países, o Brasil liderou a lista mortes de sacerdotes: seis assassinatos. A Colômbia também registrou cinco padres e um leigo, assassinados. Na África do Sul foram mortos quatro padres e na República Democrática do Congo contabilizaram-se as mortes de dois sacerdotes, uma religiosa e um leigo da Cáritas.
De acordo com a Fides, muitos membros da lista foram vítimas da própria violência que estavam a combater ou da disponibilidade para ir ao encontro dos outros, colocando em segundo plano a sua segurança pessoal. Alguns foram vítimas de tentativas de assalto ou seqüestro.
Os números revelam ainda que desde 1980 morreram 949 missionários, com destaque para as vítimas provocadas pelo genocídio de Ruanda, em 1994. Desde 2001 já houve 230 mortes registradas pela agência do Vaticano.
Fonte: www.cnbb.org.br

Nenhum comentário:

Você é o visitante n.º