Seguidores

10 de dezembro de 2011

A minha roseira me encina, é preciso viver essa espera...

Tenho aprendido muito com as roseiras. Há mais ou menos um mês, ganhei um vaso com um galho de rozeira plantado. À primeira vista era apenas um galho sem pespectiva de sobrevivência. Levei-o para casa e todos os dias colocava água nele, e a cada vez que o aguava, olhava para ver se existia alguma possibilidade de brotar pelo menos uma folha.
Um certo dia, quando fui colocar água novamente, tive uma surpresa: Tinha nascido um broto, muito pequeno ainda, talvez se outra pessoa o olhasse não iria nem perceber. Mas, como eu estava à espera dele, percebi. Ali estava a força da vida.
Com isso, aprendi, de uma forma prática e inusitada, que com os nossos relacionamentos se passa o mesmo. Existem situações em que não enxergamos nada à frente (voçê pode refletir na situação que está vivendo). Rezamos, as cultivamos, mas não vemos nem um sinal de vida. É preciso viver essa espera, a qual a minha roseira tão bem me encinou a vivê-la. Precisamos fazer a nossa parte, sem cobranças, sem expectativa exagerada, pois esta torna a espera ainda mais longa. Enquanto, todos os dias, eu ficava esperando que minha flor brotasse: nada acontecia. Mas, depois que me prendi apenas em fazer a minha parte, que era a de colocar água necessária, cuidar da terra e do clima adequado, Deus cuidou do resto!
E é isso o que lhe falo agora: detenha-se apenas em fazer a sua parte. Reze "cultive", mas permita que a natureza e o tempo façam a parte deles, e principalmente, permita que Deus faça o restante! Uma coisa é fundamental: faça a sua parte, pois se eu não colocasse água e tudo o mais, minha planta não iria florecer. Contudo, só a água não era suficiente, era preciso um terreno bom, um clima favorável e tempo...Este é o segredo, pois o tempo é o melhor remédio, e só através dele é que podemos recolher os frutos de nossa espera! Graças a ele, pude me alegrar com a folhinha que brotou.
Que voçê também possa, a partir de hoje, alegrar-se não somente com as folhas, mas com as rosas que irão brotar, que são os frutos de sua espera!
Deus abençoe este seu tempo de espera e cultivo!
Deus o abençoe!

Ana Paula Sá alcântara

Um comentário:

Anônimo disse...

Lindo...

mas enSino é com "S" e voCê não tem cedilha.

Você é o visitante n.º