Seguidores

22 de janeiro de 2012

Acolher a força da fé em Cristo sustenta os cristãos na busca da plena unidade, afirma Bento XVI

VATICANO, 22 Jan. 12 / 09:28 am (ACI)

Diante dos quase 40 mil fiéis e peregrinos que se reuniram este domingo ao meio-dia na Praça de São Pedro para a oração mariana do ângelus com o Papa Bento XVI, o Santo Padre recordou que reconhecer e acolher a força transformadora da fé em Jesus Cristo sustenta os cristãos também na busca da plena unidade entre eles.

O Papa recordou que este domingo cai no meio da Semana pela unidade dos Cristãos que a Igreja celebra entre os dias de 18 a 25 de janeiro.

“Este ano, em particular –afirmou Bento XVI- a nossa meditação na Semana de oração pela unidade faz referência a uma passagem da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios, da qual se formula o tema: Todos seremos transformados pela vitória de Jesus Cristo, nosso Senhor (1 Cor 15,51-58)”.

“Somos chamados a contemplar a vitória de Cristo sobre o pecado e sobre a morte, isto é, sua ressurreição, como um evento que transforma radicalmente aqueles que crêem Nele e se abrem o acesso a uma vida incorruptível e imortal”, disse o Sumo Pontífice.

“Reconhecer e acolher a força transformadora da fé em Jesus Cristo sustenta os cristãos também na busca da plena unidade entre eles”, enfatizou.

Este ano, os subsídios para a Semana de oração pela unidade dos cristãos foram preparados por um grupo polonês. O Papa lembrou que a Polônia conheceu uma longa história de lutas corajosas contra várias adversidades e mostrou repetidamente grande determinação, animada pela fé.
“Por isso, as palavras que formam o tema, que lhes falei anteriormente, têm uma ressonância e é particularmente incisiva para a Polônia”, disse o Papa Bento.

Na ocasião o Papa explicou que “a unidade visível de todos os cristãos é sempre obra que vem do alto, de Deus, obra que pede a humildade de reconhecer nossa fraqueza e de acolher o dom”.
“Porém, vale usar uma expressão que o próprio Beato João Paulo II usava: cada dom se torna também um empenho. A unidade que vem de Deus exige, portanto, o nosso empenho cotidiano de nos abrir uns aos outros na caridade”, recalcou.

“Há muitas décadas, a Semana de oração pela unidade dos cristãos constitui um elemento central na atividade ecumênica da Igreja. O tempo que dedicaremos à oração para a plena comunhão dos discípulos de Cristo nos permitirá compreender mais profundamente como seremos transformados por Sua vitória, pela potência de Sua ressurreição”, explicou o Santo Padre quem também convidou os presentes a participar para a solene celebração das Vésperas da Festa da Conversão de São Paulo, na Basílica de São Paulo fora dos muros, junto com representantes das outras Igrejas e Comunidades cristãs.

“Aguardo sua presença numerosa neste encontro litúrgico para renovarmos juntos nossa oração ao Senhor, fonte de toda unidade. Confiamos, desde já, com segurança filial, à intercessão da Beata Virgem Maria, Mãe da Igreja”, concluiu Bento XVI.

Fonte: http://www.acidigital.com/

Nenhum comentário:

Você é o visitante n.º