Seguidores

26 de janeiro de 2010

Católicos e evangélicos argentinos se unem a favor do verdadeiro matrimônio


BUENOS AIRES, 25 Jan. 10 (ACI) .- Através de um comunicado titulado "Declaração Unida", o Bispo de Rio Galegos, Dom Juan Carlos Romanín; e líderes da Igreja Evangélica de Terra do Fogo, expressaram seu rechaço ao mal chamado "matrimônio" homossexual e afirmaram que "todo o povo cristão de Terra do Fogo" ressalta "o valor de toda família constituída por um homem e uma mulher".

"Para dar conhecimento da igualdade de critérios, os diferentes credos que sustentam a fé da Santa Palavra de Deus, uma vez mais nos manifestamos; esta vez 'juntos', contra a tentativa de igualar o matrimônio com as uniões civis entre pessoas de um mesmo sexo", expressa o texto.

Os líderes religiosos indicaram que não é sua intenção opor-se ao governo local "seja qual for seu alinhamento político, já que a política dos governos mudam em democracia, enquanto que a Igreja permanece trabalhando sempre e velando pelos valores que sustentam uma sociedade sã".

Entretanto, deixaram claro que tampouco deixarão "de denunciar o pecado, Deus é digno, a verdade é clara, nós a predicaremos".

Nesse sentido, reafirmaram que o princípio do matrimônio como a união entre um homem e uma mulher é inegociável, porque se trata de uma verdade existente "desde o começo da vida mesma sobre a Terra".

Advertiram que violentar as leis dadas por Deus fará que a sociedade se deslize "para o desenfreio e o caos". "Por isso voltamos a ressaltar o valor de toda família constituída por um homem e uma mulher, abertos à vida, que é escola de paz, amor e fraternidade", finaliza o comunicado.
Fonte: www.cleofas.com.br

Nenhum comentário:

Você é o visitante n.º