Seguidores

25 de setembro de 2012

Esplendores do Vaticano: Uma Jornada Através da Fé e da Arte, em São Paulo. IMPERDÍVEL!

Fé e arte reunidas em exposição que poderá ser vista até o mês de dezembro



Mais de 200 obras da coleção do Vaticano chegam pela primeira vez à América Latina e podem ser vistas pelo público na exposição Esplendores do Vaticano: Uma Jornada Através da Fé e da Arte, na Oca do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. A mostra reúne obras-primas de Michelangelo, Guercino, Bernini e está aberta à visitação pública até 23 de dezembro.

Com apoio do Ministério da Cultura (MinC), por meio da Lei Federal de incentivo à Cultura (Lei Rouanet), a exposição é composta por obras de arte sacra e objetos históricos, sendo que muitos deles nunca haviam deixado o Vaticano.

São dois mil anos de história contados por obras -primas como o ‘Retrato de Cristo com a Coroa de Espinhos’, de Guercino (1591-1666), além de vestimentas, relicários, mapas e documentos.

As obras da Santa Sé formam um mosaico do legado da Igreja Católica e seu impacto sobre a arte, história e cultura da civilização Ocidental.

Para levar os visitantes a uma viagem através dos tempos de expressão artística e iconografia religiosa, também existem ambientes cenograficamente recriados, como o teto da Capela Sistina, que teve seus afrescos pintados por Michelangelo, dentre outros artistas.

Galerias

O acervo está dividido em 11 galerias organizadas em seções temáticas, ilustrando a evolução da Igreja e o início do papado com o primeiro Papa, São Pedro, até o Papa Bento XVI, com ênfase na arte e nos objetos históricos que refletem os eventos e períodos significativos relacionados ao Cristianismo.

Uma das galerias é dedicada ao Papa João Paulo II e apresenta um molde em bronze de sua mão. O Papa João Paulo II foi o segundo Papa com mais tempo de serviço e o primeiro Papa não italiano desde 1523.

“O poder dos objetos preciosos da exposição nos colocam em contato direto com a história e o esplendor do Vaticano. A admiração coletiva da beleza que experimentamos encoraja-nos e promove um senso de união entre cada um de nós. A história que partilhamos, como refletimos sobre esses objetos e as histórias que eles contam é a história de nossa humanidade comum”, afirma o curador, Monsenhor Roberto Zagnoli – padre italiano que trabalhou por 15 anos como diretor do Departamento de Etnologia dos Museus do Vaticano.

A exposição Esplendores do Vaticano: Uma Jornada Através da Fé e da Arte foi aberta ao público dia 21. A abertura para convidados, realizada no dia 20,  contou com a presença do secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do MinC, Henilton Menezes.

As obras podem ser vistas de segunda-feira a domingo, das 10h às 20h, sendo a última entrada até 19h.

Saiba mais

Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/

Nenhum comentário:

Você é o visitante n.º