Seguidores

25 de maio de 2012

Achado arqueológico confirma existência de Belém no período citado pela Bíblia.

 
Agência Efe

A peça é um selo administrativo usado para selar carregamentos de impostos que eram enviados ao sistema fiscal do reino da Judeia no final dos séculos VII ou VIII antes de Cristo.

Arqueólogos israelenses encontraram em Jerusalém um selo de argila com a inscrição Bat Lejem, que representa a primeira evidência arqueológica da existência de Belém durante o período em que aparece enunciada na Bíblia, informou a Autoridade da Antiguidade de Israel.

Trata-se de uma espécie de esfera de argila usada para selar documentos ou objetos, de 1,5 cm, desempoeirada nas polêmicas escavações do “Projeto Cidade de Davi”, no povoado palestino de Silwán, no território ocupado a leste de Jerusalém.

A peça, que pode ser dos séculos VII ou VIII antes de Cristo, razão pela qual é meio milênio posterior às Cartas de Amarna, uma correspondência, sobretudo diplomática, inscrita em língua acádica sobre tabuinhas de argila entre a Administração do Egito faraônico e os grandes reinos da época ou seus vassalos na região. Ali aparece mencionada pela primeira vez Bit-Lahmi, em uma carta na qual o rei de Jerusalém pede ajuda ao egípcio para reconquistá-la.

A descoberta, anunciada nesta quinta-feira, remete a uma época posterior, a do Primeiro Templo Judeu (1006-586 a.C.), que aparece citada no Antigo Testamento como parte do reino da Judeia. “É a primeira vez que o nome de Belém aparece fora da Bíblia em uma inscrição do período do Primeiro Templo, o que prova que Belém era uma cidade do reino da Judeia e possivelmente também em períodos anteriores”, assinalou o responsável pelas escavações, Eli Shukron, em um comunicado.

Pelo teor da inscrição, Shukron estima que “se enviou um carregamento de Belém para o rei de Jerusalém no sétimo ano do reinado” de um monarca que não é especificado, mas que poderia ser Ezequias, Manassés ou Josias.

A peça é um selo administrativo usado para selar carregamentos de impostos que se enviavam ao sistema fiscal do reino da Judeia no final dos séculos VII ou VIII antes de Cristo.

Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/

Nenhum comentário:

Você é o visitante n.º